Entrevista com o senhor Zero à Esquerda, candidato a prefeito – parte 4 de 5 – publicada no Zeca Quinha Nius

ZERO À ESQUERDA: Saiba que a imprensa tem de ser imparcial.

ENTREVISTADOR: Nós do Zeca Quinha Nius, o maior e melhor hebdomadário digital do orbe terrestre, somos imparciais, senhor candidato.

ZERO À ESQUERDA: Não me parece.

ENTREVISTADOR: Não entendemos, senhor candidato, o porquê da sua observação.

ZERO À ESQUERDA: Na minha observação não tem “porquê”. Eu disse, simplesmente, uma frase bem simples, compostas de três palavras: abre aspas: Não me parece. E feche aspas. Nesta frase tem algum “porquê”?

ENTREVISTADOR: Não, senhor candidato. Queríamos dizer que a sua observação não procede; é injustificada, e absurda. Somos imparciais. Nenhum candidato a prefeito apoiamos.

ZERO À ESQUERDA: Espero que você não esteja faltando com a verdade.

ENTREVISTADOR: Não estamos.

ZERO À ESQUERDA: Não me forcem a recorrer à justiça eleitoral, e processar vocês; e jamais publiquem matérias que me desfavoreçam e favoreçam os meus concorrentes. Eu não as admitirei. Estou de olhos bem abertos ao que vocês publicam.

ENTREVISTADOR: Entendemos, senhor candidato. E conte com a imparcialidade e objetividade do nosso jornalismo.

ZERO À ESQUERDA: Não me dêem razões para processar vocês. Nenhuma.

ENTREVISTADOR: Senhor candidato, nós…

ZERO À ESQUERDA: Você me disse que eu não serei eleito prefeito…

ENTREVISTADOR: Não, senhor candidato, eu não disse que o senhor não será eleito; eu disse, senhor candidato, que não sabemos se o senhor será eleito prefeito.

ZERO À ESQUERDA: Se você disse que não sabe se eu serei eleito, então quis diz que sabe que o eleito será um dos meus concorrentes.

ENTREVISTADOR: Não, senhor candidato.

ZERO À ESQUERDA: É o que está implícito na sua afirmação.

ENTREVISTADOR: Senhor candidato, o senhor não me compreendeu.

ZERO À ESQUERDA: Você me diz que eu não compreendi o que você me disse, mas entendi, sim; entendi; e independentemente de você entender, ou não, que eu entendi o que você me disse, eu entendi, sei que entendi o que eu entendi. Deixemos esta questão para mais tarde, um para momento oportuno, e falemos da que falávamos: da crise econômica provocada pela epidemia decorrente do avanço indiscriminado do coronavírus.

ENTREVISTADOR: Sigamos.

ZERO À ESQUERDA: Antes de mais nada, temos de saber que o coronavírus é um bicho pequeno, muito pequeno, minúsculo, muito minúsculo, menor do que podemos imaginar que ele seja, tão pequeno que não o vemos; e não o vemos de tão pequeno ele é; se ele fosse dez vezes maior, seria, mesmo assim, pequeno, minúsculo, e invisível aos nossos olhos; e se cem vezes maior, ele seria, mesmo assim, menor do que teria de ser para que os humanos pudéssemos vê-lo; e se mil vezes maior, seria pequeno, pequeno demais, demasiadamente pequeno, tão pequeno que não poderíamos vê-lo. É o coronavírus um bichinho danado de pequeno. Ele entra no nosso corpo pela boca, pelo nariz, pelos olhos, pelas orelhas, pelos poros.

ENTREVISTADOR: Qual a sua proposta para evitar, senhor candidato, a crise econômica?

ZERO À ESQUERDA: Deportarei o coronavírus.

ENTREVISTADOR: Deportá-lo!?

ZERO À ESQUERDA: Sim.

ENTREVISTADOR: E como o senhor pretende…

ZERO À ESQUERDA: Assinarei um decreto em cujo texto decretarei a extradição do coronavírus, que terá, por bem ou por mal, de se exilar em alguma outra cidade.

ENTREVISTADOR: Mas nenhuma cidade irá acolhê-lo, senhor candidato.

ZERO À ESQUERDA: Aqui, nesta cidade, ele não viverá enquanto eu me sentar na cadeira de prefeito; isto é: ele jamais regressará a esta cidade; ele que procure uma que o acolha.

ENTREVISTADOR: E quanto à crise econômica!?

ZERO À ESQUERDA: Que que tem a crise econômica?

ENTREVISTADOR: Qual política o senhor, senhor candidato, pretende implementar para impedir o aprofundamento da crise econômica, que já está a causar alguns estragos nas contas públicas municipais?
ZERO À ESQUERDA: Que fique bem claro: Foi o coronavírus que causou o inferno astral que nos queima, que nos torra a paciência e as nossas economias, e não eu; que ninguém me venha, portanto, falar besteira. E digo mais: Não terei a obrigação de resolver problemas que eu não provoquei; eu irei solucionar, entenda bem, apenas os problemas que eu criarei.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Polifonia Literária

Um espaço voltado para o desenvolvimento criativo de textos literários.

divinoleitao.in

Rede pessoal de Divino Leitão.

Reflexões para os dias finais

Pensamentos, reflexões, observações sobre o mundo e o tempo.

PERSPECTIVA ONLINE

"LA PERSPECTIVA, SI ES REAL, EXIGE LA MULTIPLICIDAD" (JULIÁN MARÍAS)

Pensei e escrevi aqui

— Porque nós somos aleatórias —

On fairy-stories

Fantasia, Faërie e J.R.R. Tolkien

DIÁRIO DE UM LINGUISTA

Um blog sobre língua e outros assuntos

Brasil de Longe

O Brasil visto do exterior

Cultus Deorum Brasil

Tudo sobre o Cultus Deorum Romanorum, a Antiga Religião Tradicional Romana.

Carlos Eduardo Novaes

Crônicas e outras literatices

Coquetel Kuleshov

um site sobre cinema, cinema e, talvez, tv

Leituras do Ano

E o que elas me fazem pensar.

Leonardo Faccioni | Libertas virorum fortium pectora acuit

Arca de considerações epistemológicas e ponderações quotidianas sob o prisma das liberdades tradicionais, em busca de ordem, verdade e justiça.

Admirável Leitura

Ler torna a vida bela

LER É UM VÍCIO

PARA QUEM É VICIADO EM LEITURA

Por Yla Meu Blog

Escritora ○ Poetisa ○ Romancista ○ Lírica

Velho General

História Militar, Geopolítica, Defesa e Segurança

Espiritualidade Ortodoxa

Espiritualidade Ortodoxa

Entre Dois Mundos

Página dedicada ao livro Entre Dois Mundos.

Olhares do Mundo

Este blog publica reportagens produzidas por alunos de Jornalismo da Universidade Mackenzie para a disciplina "Jornalismo e a Política Internacional".

Bios Theoretikos

Rascunho de uma vida intelectual

O Recanto de Richard Foxe

Ciência, esoterismo, religião e história sem dogmas e sem censuras.

.

.

Prosas e Cafés

(...) tudo bem acordar, escovar os dentes, tomar um café e continuar - Caio Fernando Abreu

OLAVO PASCUCCI

O pensamento vivo e pulsante de Olavo Pascucci

Clássicos Traduzidos

Em busca das melhores traduções dos clássicos da literatura

Ensaios e Notas

artes, humanidades e ciências sociais

Minhas traduções poéticas

Site de tradução de poesias e de letras de música

Além do Roteiro

Confira o podcast Além do Roteiro no Spotify!

Farofa Filosófica

Ciências Humanas em debate: conteúdo para descascar abacaxis...

Humanidade em Cena

Reflexões sobre a vida a partir do cinema e do entretenimento em geral

resistenciaantisocialismo

Na luta contra o câncer da civilização!

História e crítica cultural

"Cada momento, vivido à vista de Deus, pode trazer uma decisão inesperada" (Dietrich Bonhoeffer)

Devaneios Irrelevantes

Reflexões desimportantes de mais um na multidão com tempo livre e sensações estranhas

Enlaces Literários

Onde um conto sempre puxa o outro!

Ventilador de Verdades

O ventilador sopra as verdades que você tem medo de sentir.

%d blogueiros gostam disto: