A Cigarra – de Tchekov

Conta Tchekov neste conto a história de Olga, mulher que apreciava o convívio com celebridades, pintores, músicos, literatos, atores de ópera. Casou-se com Ossip Dymov, médico legista, profissional dedicado, homem boníssimo, abnegado, marido exemplar, pacato, que, ao contrário de sua esposa, não primava pelo desembaraço no convívio com os artistas, não possuía nenhuma desenvoltura em tal meio. Tocava piano, pintava, e esculpia. Frequentava teatro e concerto, desacompanhada do marido, sempre ocupado com tarefas que lhe exigiam dedicação integral.

Não era rico o casal Ossip Dymov e Olga; todavia, sua renda permitia a Olga o gozo do prazer extraído do convívio com os atores de teatro, pintores, violoncelistas, literatos, ilustradores, pessoas que ela idolatrava, dentre elas Riabóvski, pintor de vinte e cinco anos, belo, que produzia quadros de paisagens, cenas de costumes e animais.

Tinha Olga vinte e dois anos; e Ossip Dymov, trinta e um. Nas primeiras semanas de vida conjugal, usufruíram de felicidade contagiante. Após alguns dissabores decorrentes de doenças que afetaram Ossip Dymov, a vida em comum do casal segue o seu curso natural.

Olga, e pintores, dentre eles Riabóvski, permanecem semanas, num chalé, dedicados aos estudos da pintura. Ossip Dymov visita-os, certo dia, surpreendendo, favoravelmente, a esposa. Semanas depois, a bordo de um vapor, Olga parte em uma excursão, pelo rio Volga, com pintores, excursão que duraria em torno de dois meses. E é nesta aventura que Riabóvski declara-lhe seu amor, e ela lhe corresponde; e inicia-se, então, um caso amoroso entre os dois. Passam-se os dias. Um entrevero, ainda em excursão pelo Volga, entre Olga e Riabóvski, faz com que ela antecipe o seu regresso à sua casa, para junto do seu marido, para quem pensa ela confessar seu caso com Riabóvski, mas retrocede em seu propósito, nada lhe revelando. Ossip Dymov, no entanto, desconfia que ela lhe estava traindo. Os dias seguintes, desconfortáveis para o casal. O convívio, desarmonioso. Ossip Dymov dedicava seu tempo a conversas com Korosteliov, médico, seu colega, acerca de casos relacionados com a medicina, conservando, assim, Olga excluída da conversa. E Olga atormentava-se, entre o seu amor pelo marido e o seu amor pelo amante. Enciumava-se ao suspeitar que Riabóvski mantinha relações amorosas com outras mulheres. Certo dia, ao visitá-lo no ateliê dele, notou a presença de uma outra mulher. Mordeu-se de ciúmes. Humilhou-se diante de Riabóvski. Fê-lo comparecer-lhe à casa, e na presença do marido e de Korosteliov, e com ele discutiu livremente, e as duas testemunhas não ignoraram a razão das discussões. Enfim, Ossip Dymov adoeceu de difteria. Acamou-se. Dedicaram-lhe cuidados o amigo Korosteliov e outros médicos. De nada adiantou. Ossip Dymov não convalescia. Seu destino já estava traçado. Encontraria a morte, na cama, em seu gabinete.

Atrai a atenção do leitor a passividade, dir-se-ia indiferença, de Ossip Dymov ante a exibição de amor de Olga por Riabóvski, na casa do casal, na presença dele. Ele se resignou ao caso, uma fatalidade contra a qual nada podia. Entende o autor que a bonomia de Ossip Dymov e a sua dedicação à medicina são sinônimos de tolerância à traição de Olga, sujeição à peça que a vida lhe pregava, correspondendo a ele a obrigação de aceitá-la. Não move nenhum dedo em defesa de sua honra. Faz a bondade um homem tão pacato, tão indiferente aos erros de sua esposa e ao descaramento do amante dela?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Polifonia Literária

Um espaço voltado para o desenvolvimento criativo de textos literários.

divinoleitao.in

Rede pessoal de Divino Leitão.

Reflexões para os dias finais

Pensamentos, reflexões, observações sobre o mundo e o tempo.

PERSPECTIVA ONLINE

"LA PERSPECTIVA, SI ES REAL, EXIGE LA MULTIPLICIDAD" (JULIÁN MARÍAS)

Pensei e escrevi aqui

— Porque nós somos aleatórias —

On fairy-stories

Fantasia, Faërie e J.R.R. Tolkien

DIÁRIO DE UM LINGUISTA

Um blog sobre língua e outros assuntos

Brasil de Longe

O Brasil visto do exterior

Cultus Deorum Brasil

Tudo sobre o Cultus Deorum Romanorum, a Antiga Religião Tradicional Romana.

Carlos Eduardo Novaes

Crônicas e outras literatices

Coquetel Kuleshov

um site sobre cinema, cinema e, talvez, tv

Leituras do Ano

E o que elas me fazem pensar.

Leonardo Faccioni | Libertas virorum fortium pectora acuit

Arca de considerações epistemológicas e ponderações quotidianas sob o prisma das liberdades tradicionais, em busca de ordem, verdade e justiça.

Admirável Leitura

Ler torna a vida bela

LER É UM VÍCIO

PARA QUEM É VICIADO EM LEITURA

Velho General

História Militar, Geopolítica, Defesa e Segurança

Espiritualidade Ortodoxa

Espiritualidade Ortodoxa

Entre Dois Mundos

Página dedicada ao livro Entre Dois Mundos.

Olhares do Mundo

Este blog publica reportagens produzidas por alunos de Jornalismo da Universidade Mackenzie para a disciplina "Jornalismo e a Política Internacional".

Bios Theoretikos

Rascunho de uma vida intelectual

O Recanto de Richard Foxe

Ciência, esoterismo, religião e história sem dogmas e sem censuras.

.

.

Prosas e Cafés

(...) tudo bem acordar, escovar os dentes, tomar um café e continuar - Caio Fernando Abreu

OLAVO PASCUCCI

O pensamento vivo e pulsante de Olavo Pascucci

Clássicos Traduzidos

Em busca das melhores traduções dos clássicos da literatura

Ensaios e Notas

artes, humanidades e ciências sociais

Minhas traduções poéticas

Site de tradução de poesias e de letras de música

Além do Roteiro

Confira o podcast Além do Roteiro no Spotify!

Farofa Filosófica

Ciências Humanas em debate: conteúdo para descascar abacaxis...

Humanidade em Cena

Reflexões sobre a vida a partir do cinema e do entretenimento em geral

resistenciaantisocialismo

Na luta contra o câncer da civilização!

História e crítica cultural

"Cada momento, vivido à vista de Deus, pode trazer uma decisão inesperada" (Dietrich Bonhoeffer)

Devaneios Irrelevantes

Reflexões desimportantes de mais um na multidão com tempo livre e sensações estranhas

Enlaces Literários

Onde um conto sempre puxa o outro!

Ventilador de Verdades

O ventilador sopra as verdades que você tem medo de sentir.

Dragão Metafísico

Depósito de palavras, pensamentos e poesias.

%d blogueiros gostam disto: