Liberation – filme 2 – Breakthrough (1968) – direção: Yuri Ozerov

Neste segundo filme da série dirigida por Yuri Ozerov as batalhas entre alemães e russos, nazistas e comunistas soviéticos, após o ocorrido no Kursk, sucedem-se intensas, ferozes, em Kiev. Os soviéticos atravessam o rio Dnieper, com jangadas rústicas compostas de toras de madeira e por meio de cabeças-de-ponte (pontes improvisadas, de metal, sobre barcos, ao largo do rio). Os soviéticod usam de artimanhas para ludibriar os alemães, pistas falsas, avançam por um certo ponto do rio Dnieper, atraindo para este ponto a atenção dos alemães, enquanto, por outro ponto, atravessam o rio e os surpreendem. Tem papel fundamental em tão ingente tarefa Sergei Tsvetayev (N. Olyalin), que testemunha a morte de Sashka (S. Nikomenko), no bosque, logo após fugirem dos alemães passando pela vila de Lyutezh. Eram eles e outros russos iscas que os comandantes soviéticos usaram para despistarem os nazistas. Recebem os soviéticos, de Stálin (Bukhuti Zakariadze), a ordem de tirar das mãos dos nazistas Kiev, o que eles fazem até a data aprazada. Enquanto a guerra, no campo de batalha, às margens do rio Dnieper, prossegue sangrenta, os anglo-americanos avançam pela Sicília. Às cenas protagonizadas pelos britânicos e americanos alude-se; mas não são exibidas. E Hitler (Fritz Diez), enraivecido por causa dos reveses que seu exército sofrera em Kursk, e Mussolini (Ivo Garrani), abatido, amedrontado, indeciso, tímido, amedrontado, diante de seu congênere nazista, discutem, preocupados com o trágico destino dos italianos na Sicília. E o rei da Itália empreende a prisão de Mussolini, que é resgatado, numa façanha arriscada, dir-se-ia heróica, por Otto Skorzeny (F. Piersic), a mando de Hitler. E segunda discussão se dá entre os dois aliados, o alemão a se impôr ao italiano.

Ao final, encontram-se, em Teerã, Stálin, sempre sereno e ponderado, Roosevelt (S. Jaśkiewicz), sempre sorridente, e Churchill (Y. Durov), sempre a carregar um charuto à boca. E discutem os três a possibilidade de se abrir segunda frente de batalhas, na França, sugere Stálin, na Iugoslávia, propõe Churchill.

Quero destacar, aqui, a batalha que se desenrola na vila de Lyutezh, russos a fugirem, pelas suas ruas, de bombardeios alemães, que despejam, de aviões, bombas; morrem muitos russos. É um episódio de beleza visual extraordinária.

Embora o filme trate dos horrores da guerra, o diretor Yuri Ozerov não descura da estética; pode-se falar de uma estética da guerra, uma estética cinematográfica, que cativa e deslumbra quem ao filme dedica atenção. Exibe o filme a feiúra da carnificina, mas sem deixar de sensibilizar as pessoas para o que há de mais feio, de mais horrendo, de mais tétrico. Não expõe, do corpo humano, sangue e órgãos a espirram-se, para todos os lados, sempre que alvejados por algum projeto ou objeto qualquer em cenários visualmente repulsivos – o que é comum nos filmes americanos recentes, de guerra, de outro gênero qualquer.

É o filme espetáculo narrativo, cinematográfico, estético, visual.

Ao final, à meia-noite do dia 31 de Dezembro de 1943, os russos, em marcha por região coberta de neve, comemoram o alvorecer do ano de 1944.

… e a guerra continua…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Polifonia Literária

Um espaço voltado para o desenvolvimento criativo de textos literários.

divinoleitao.in

Rede pessoal de Divino Leitão.

Reflexões para os dias finais

Pensamentos, reflexões, observações sobre o mundo e o tempo.

PERSPECTIVA ONLINE

"LA PERSPECTIVA, SI ES REAL, EXIGE LA MULTIPLICIDAD" (JULIÁN MARÍAS)

Pensei e escrevi aqui

— Porque nós somos aleatórias —

On fairy-stories

Fantasia, Faërie e J.R.R. Tolkien

DIÁRIO DE UM LINGUISTA

Um blog sobre língua e outros assuntos

Brasil de Longe

O Brasil visto do exterior

Cultus Deorum Brasil

Tudo sobre o Cultus Deorum Romanorum, a Antiga Religião Tradicional Romana.

Carlos Eduardo Novaes

Crônicas e outras literatices

Coquetel Kuleshov

um site sobre cinema, cinema e, talvez, tv

Leituras do Ano

E o que elas me fazem pensar.

Leonardo Faccioni | Libertas virorum fortium pectora acuit

Arca de considerações epistemológicas e ponderações quotidianas sob o prisma das liberdades tradicionais, em busca de ordem, verdade e justiça.

Admirável Leitura

Ler torna a vida bela

LER É UM VÍCIO

PARA QUEM É VICIADO EM LEITURA

Por Yla Meu Blog

Escritora ○ Poetisa ○ Romancista ○ Lírica

Velho General

História Militar, Geopolítica, Defesa e Segurança

Espiritualidade Ortodoxa

Espiritualidade Ortodoxa

Entre Dois Mundos

Página dedicada ao livro Entre Dois Mundos.

Olhares do Mundo

Este blog publica reportagens produzidas por alunos de Jornalismo da Universidade Mackenzie para a disciplina "Jornalismo e a Política Internacional".

Bios Theoretikos

Rascunho de uma vida intelectual

O Recanto de Richard Foxe

Ciência, esoterismo, religião e história sem dogmas e sem censuras.

.

.

Prosas e Cafés

(...) tudo bem acordar, escovar os dentes, tomar um café e continuar - Caio Fernando Abreu

OLAVO PASCUCCI

O pensamento vivo e pulsante de Olavo Pascucci

Clássicos Traduzidos

Em busca das melhores traduções dos clássicos da literatura

Ensaios e Notas

artes, humanidades e ciências sociais

Minhas traduções poéticas

Site de tradução de poesias e de letras de música

Além do Roteiro

Confira o podcast Além do Roteiro no Spotify!

Farofa Filosófica

Ciências Humanas em debate: conteúdo para descascar abacaxis...

Humanidade em Cena

Reflexões sobre a vida a partir do cinema e do entretenimento em geral

resistenciaantisocialismo

Na luta contra o câncer da civilização!

História e crítica cultural

"Cada momento, vivido à vista de Deus, pode trazer uma decisão inesperada" (Dietrich Bonhoeffer)

Devaneios Irrelevantes

Reflexões desimportantes de mais um na multidão com tempo livre e sensações estranhas

Enlaces Literários

Onde um conto sempre puxa o outro!

Ventilador de Verdades

O ventilador sopra as verdades que você tem medo de sentir.

%d blogueiros gostam disto: