Liberation – filme 5 – The Last Assault (1971) – direção: Yuri Ozerov


Neste último filme da série de cinco dirigida por Yuri Ozerov, os soldados soviéticos avizinham-se do Reichstag, residência oficial de Adolf Hitler. Para dominar a Alemanha, e chegar ao objetivo que tinham em mira, restava-lhes atravessarem o rio Spree. No subterrâneo do metrô de Berlim, Tsvetayev (N. Olyalin) e Yartsev (M. Nozskin) confrontam soldados nazistas. A escaramuça, intensa. E deparam-se com multidão lá abrigada, para fugir da carnificina que ocorre na superfície, bombas a estourarem ensurdecedoramente. Na superfície, devastação indescritível. O centro de Berlim, em ruínas, reduzido a cinzas. Adolf Hitler (Fritz Diez) ordena subordinados seus que abram as comportas de contenção de água para inundar o metrô. E a multidão lá abrigada vê-se na contingência de, para se salvarem do afogamento, subirem à superfície. A cena desenrola-se, as pessoas fogem, e o subterrâneo inunda-se por completo. Enquanto tais eventos se sucedem, Hitler, no seu bunker, na companhia de Eva Braun (A. Waller) e Goebbels (H. Giese), que é apresentado com a perna direita mais curta do que a esquerda, a manquitolar, e membros do alto comando militar nazista transparecem preocupação e resignação, pois sabiam que os comunistas soviéticos aproximavam-se, ameaçadoramente, do Reichstag, e os soldados nazistas mal lhes podiam esboçar resistência. A derrota nazista era certa, sabiam. Atravessam os soviéticos o rio Spree. E Shatylov (A. Romashin) dá a Zinchenko ordem para o hasteamento, no topo do Reichstag, da bandeira da União das República Socialistas Soviéticas, e ele, Zinchenko encarrega Yegorov e Kantaria de empresa que representaria a conquista da Alemanha pelos soviéticos. E a guerra prossegue, nas ruas, Berlim em chamas, devastada, reduzida à pó, e no interior dos prédios em ruínas. Sucedem-se as mortes de soldados de ambos os exércitos. E é hasteada a bandeira soviética no topo do Reichstag.

Enquanto o derramamento de sangue segue caudaloso no centro de Berlim, Hitler, cujas mãos tremulam, caquético, casa-se com Eva Braun, e mata-a envenenada. Dizem os historiadores que Adolf Hitler suicida-se com um tiro. O filme deixa tal questão em aberto, dúvida a pairar sobre o destino dele. Hitler mata-se, ou o mataram, com um tiro? Tal ato, o derradeiro da vida dele, não é exibido. Estão Hitler e um militar nazista, numa sala, a porta fechada. E ouve-se um tiro. A cena não é exibida. Vê-se a porta pelo lado de fora da sala. E abre o militar nazista a porta da sala. E está Hitler estirado no chão, morto. Quem apertou o gatilho?
O militar diz para os que o esperavam no lado de fora da sala que Hitler se matara. Negociam nazistas e comunistas soviéticos o cessar fogo; e os soviéticos exigem a rendição incondicional de seus inimigos.

Os cenários são nus e crus; o realismo, repito o que escrevi nas resenhas aos filmes anteriores, é sóbrio.Para encerrar, duas cenas: a de Zoya (L. Golubkina), à boca do metrô, então inundado, a observar capacetes militares flutuando na água; e, a de Vasiliev (Y. Kamorny), à procura de Dorozhin. Duas cenas de sensibilidade cativante, contagiante.

E aqui encerra-se o épico de Yuri Ozerov.

… e a guerra continua…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Polifonia Literária

Um espaço voltado para o desenvolvimento criativo de textos literários.

divinoleitao.in

Rede pessoal de Divino Leitão.

Reflexões para os dias finais

Pensamentos, reflexões, observações sobre o mundo e o tempo.

PERSPECTIVA ONLINE

"LA PERSPECTIVA, SI ES REAL, EXIGE LA MULTIPLICIDAD" (JULIÁN MARÍAS)

Pensei e escrevi aqui

— Porque nós somos aleatórias —

On fairy-stories

Fantasia, Faërie e J.R.R. Tolkien

DIÁRIO DE UM LINGUISTA

Um blog sobre língua e outros assuntos

Brasil de Longe

O Brasil visto do exterior

Cultus Deorum Brasil

Tudo sobre o Cultus Deorum Romanorum, a Antiga Religião Tradicional Romana.

Carlos Eduardo Novaes

Crônicas e outras literatices

Coquetel Kuleshov

um site sobre cinema, cinema e, talvez, tv

Leituras do Ano

E o que elas me fazem pensar.

Leonardo Faccioni | Libertas virorum fortium pectora acuit

Arca de considerações epistemológicas e ponderações quotidianas sob o prisma das liberdades tradicionais, em busca de ordem, verdade e justiça.

Admirável Leitura

Ler torna a vida bela

LER É UM VÍCIO

PARA QUEM É VICIADO EM LEITURA

Velho General

História Militar, Geopolítica, Defesa e Segurança

Espiritualidade Ortodoxa

Espiritualidade Ortodoxa

Entre Dois Mundos

Página dedicada ao livro Entre Dois Mundos.

Olhares do Mundo

Este blog publica reportagens produzidas por alunos de Jornalismo da Universidade Mackenzie para a disciplina "Jornalismo e a Política Internacional".

Bios Theoretikos

Rascunho de uma vida intelectual

O Recanto de Richard Foxe

Ciência, esoterismo, religião e história sem dogmas e sem censuras.

.

.

Prosas e Cafés

(...) tudo bem acordar, escovar os dentes, tomar um café e continuar - Caio Fernando Abreu

OLAVO PASCUCCI

O pensamento vivo e pulsante de Olavo Pascucci

Clássicos Traduzidos

Em busca das melhores traduções dos clássicos da literatura

Ensaios e Notas

artes, humanidades e ciências sociais

Minhas traduções poéticas

Site de tradução de poesias e de letras de música

Além do Roteiro

Confira o podcast Além do Roteiro no Spotify!

Farofa Filosófica

Ciências Humanas em debate: conteúdo para descascar abacaxis...

Humanidade em Cena

Reflexões sobre a vida a partir do cinema e do entretenimento em geral

resistenciaantisocialismo

Na luta contra o câncer da civilização!

História e crítica cultural

"Cada momento, vivido à vista de Deus, pode trazer uma decisão inesperada" (Dietrich Bonhoeffer)

Devaneios Irrelevantes

Reflexões desimportantes de mais um na multidão com tempo livre e sensações estranhas

Enlaces Literários

Onde um conto sempre puxa o outro!

Ventilador de Verdades

O ventilador sopra as verdades que você tem medo de sentir.

Dragão Metafísico

Depósito de palavras, pensamentos e poesias.

%d blogueiros gostam disto: