O sistema de saúde colapsou.

O sistema de saúde colapsou. Ora, mas é claro que o sistema de saúde colapsou. O carinha abre, no dedo, com uma faca de cortar pão, um corte pequeno, de não mais de meio centímetro de extensão, superficial, do qual escapa meia gota de sangue, que logo se enrijece, e não uma cachoeira rubra, e, em vez de ou simplesmente ignorar o ferimento, de tão insignificante, ou chupar o dedo machucado até cessar de sair fora o sangue, ou, então, cobri-lo com um curativo apropriado, ou no dedo enrolar uma tira de pano, corre, célere, aos berros, ao pronto-socorro, a suplicar, esgoelando-se, por um atendimento urgente. E a carinha cutuca o dedo com uma agulha, sente a picada, vê o ponto, minúsculo, quase invisível aos olhos humanos, onde enfiara, inadvertidamente, a ponta da agulha, avermelhado-se, solta um berro de abalar os alicerces da Pirâmide de Quéops, e dispara a correr, aos gritos, ao pronto-socorro, o dedo atingido pela agulha destacado dos outros dedos, e lá chegando exige atendimento imediato. Tendo de atender tais carinhas, não há sistema de saúde que aguente.

Há quem, com a garganta arranhada, faz uso, para eliminar os arranhões da garganta, de um pouco de leite quente com sal, ou com açúcar; e há quem, gripado, resfriado, bebe, todo santo dia, café com limão, e engole uma colherada de mel; e há quem, flagelado por pedras que lhe pesam nos rins, bebe chá de quebra-pedra, ou de caninha-do-brejo, e elimina-as, aos jatos – com certa dor, é verdade, mas as expulsa de si; e há quem faz uso de chá de erva-cidreira para aumentar a pressão; e de chá de folha de goiabeira, e de chá de boldo, e de ora-pro-nobis, e de folhas de loro, cada qual para atender a um chamado do corpo afetado por algum mal. Claro que não se aconselha a sair a consumir qualquer coisa, de qualquer modo, em qualquer quantidade quando adoentado, mas há certos males que se pode remediar com um chazinho da vovó, um chá qualquer, que a vovó tão bem conhece e do qual já fez uso trilhões de vezes e com bons resultados, e com o uso de plantas, e com produtos provenientes de animais, picumã, por exemplo, para cicatrização de machucados.
Recorrer ao pronto-socorro por causa de qualquer machucado, ou dor, muitas destas passageiras, que nascem de um tropicão, é demais! Deve-se recorrer ao pronto-socorro apenas em último caso, quando se tem o pescoço cortado de fora a fora, ou a cabeça rachada ao meio, por um machado, um machado bem afiado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Polifonia Literária

Um espaço voltado para o desenvolvimento criativo de textos literários.

divinoleitao.in

Rede pessoal de Divino Leitão.

Reflexões para os dias finais

Pensamentos, reflexões, observações sobre o mundo e o tempo.

PERSPECTIVA ONLINE

"LA PERSPECTIVA, SI ES REAL, EXIGE LA MULTIPLICIDAD" (JULIÁN MARÍAS)

Pensei e escrevi aqui

— Porque nós somos aleatórias —

On fairy-stories

Fantasia, Faërie e J.R.R. Tolkien

DIÁRIO DE UM LINGUISTA

Um blog sobre língua e outros assuntos

Brasil de Longe

O Brasil visto do exterior

Cultus Deorum Brasil

Tudo sobre o Cultus Deorum Romanorum, a Antiga Religião Tradicional Romana.

Carlos Eduardo Novaes

Crônicas e outras literatices

Coquetel Kuleshov

um site sobre cinema, cinema e, talvez, tv

Leituras do Ano

E o que elas me fazem pensar.

Leonardo Faccioni | Libertas virorum fortium pectora acuit

Arca de considerações epistemológicas e ponderações quotidianas sob o prisma das liberdades tradicionais, em busca de ordem, verdade e justiça.

Admirável Leitura

Ler torna a vida bela

LER É UM VÍCIO

PARA QUEM É VICIADO EM LEITURA

Por Yla Meu Blog

Escritora ○ Poetisa ○ Romancista ○ Lírica

Velho General

História Militar, Geopolítica, Defesa e Segurança

Espiritualidade Ortodoxa

Espiritualidade Ortodoxa

Entre Dois Mundos

Página dedicada ao livro Entre Dois Mundos.

Olhares do Mundo

Este blog publica reportagens produzidas por alunos de Jornalismo da Universidade Mackenzie para a disciplina "Jornalismo e a Política Internacional".

Bios Theoretikos

Rascunho de uma vida intelectual

O Recanto de Richard Foxe

Ciência, esoterismo, religião e história sem dogmas e sem censuras.

.

.

Prosas e Cafés

(...) tudo bem acordar, escovar os dentes, tomar um café e continuar - Caio Fernando Abreu

OLAVO PASCUCCI

O pensamento vivo e pulsante de Olavo Pascucci

Clássicos Traduzidos

Em busca das melhores traduções dos clássicos da literatura

Ensaios e Notas

artes, humanidades e ciências sociais

Minhas traduções poéticas

Site de tradução de poesias e de letras de música

Além do Roteiro

Confira o podcast Além do Roteiro no Spotify!

Farofa Filosófica

Ciências Humanas em debate: conteúdo para descascar abacaxis...

Humanidade em Cena

Reflexões sobre a vida a partir do cinema e do entretenimento em geral

resistenciaantisocialismo

Na luta contra o câncer da civilização!

História e crítica cultural

"Cada momento, vivido à vista de Deus, pode trazer uma decisão inesperada" (Dietrich Bonhoeffer)

Devaneios Irrelevantes

Reflexões desimportantes de mais um na multidão com tempo livre e sensações estranhas

Enlaces Literários

Onde um conto sempre puxa o outro!

Ventilador de Verdades

O ventilador sopra as verdades que você tem medo de sentir.

%d blogueiros gostam disto: