Anti-bolsonaristas, tarados pelo Bolsonaro.

É impressionante, embora não me impressione, a tara dos anti-bolsonaristas por Jair Messias Bolsonaro, homem ao qual eles atribuem todos os crimes cometidos na Via-Láctea e, não sei se procede a informação, que um passarinho me contou, na galáxia de Andrômeda, e não havendo crime ao qual apontá-lo como o seu autor, o condenam por algum ato, que, segundo eles, é reprovável, mais do que reprovável, indecente, mais do que indecente, imoral, mais do que imoral, criminoso, e pedem-lhe a prisão perpétua, e a sua posterior morte, se possível ao paredón, por um fuzil empunhado por um novo homem, o revolucionário comunista.
Um dos desarrazoados que eles, verborrágicos, os olhos negros de ódio, a fisionomia carcomida pelo instinto assassino, num galimatias de imprimir em rosto de defunto ar de surpresa, refere-se ao respeito do presidente brasileiro pelos símbolos nacionais, dentre eles, principalmente, a Bandeira Nacional, e pelas datas cívicas, em especial o 7 de Setembro. O presidente Jair Messias Bolsonaro sempre deu provas, e provas sinceras, de seu amor pelo Brasil, e sempre demonstrou o devido, e merecido, respeito pelos símbolos pátrios mais caros aos brasileiros, símbolos os quais os esquerdistas e outros que se lhes assemelham sempre vilipendiaram, sempre desprezaram, símbolos pelos quais eles sempre mostraram ódio, e desamor, símbolos os quais sempre rasgaram, publicamente, enraivecidos, símbolos nos quais sempre cuspiram, sempre defecaram, símbolos que, agora dizem os anti-bolsonaristas, como que indignados, o presidente Jair Messias Bolsonaro usurpou – assim eles dizem -, convertendo-os em símbolos do bolsonarismo, que é, para eles, um movimento fascista, nazista, machista, racista, negacionista, terraplanista, genocida, e etecétera e tal, e agora estão eles a declamarem às musas poemas heróico-patrióticos convocando o povo, o verdadeiro povo brasileiro, e não o que o Bolsonaro cooptou, para resgatar o valor, valor inestimável, dos símbolos nacionais, tão conspurcados pelos bolsonaristas e por seu líder, o tal de Bozonazi, no jargão antibolsonarista. E qual foi a demonstração que os anti-bolsonaristas deram, ultimamente, de amor pela Bandeira Nacional? Num país distante, ao norte do Brasil, uma certa senhora, cantora, desconhecida de trezentos milhões de brasileiros, pisoteia a Bandeira, orgulhosa de seu ato, e os antibolsonaristas não a reprovam. É com atos de tal grosseria e desrespeito que os antibolsonaristas pretendem resgatar os símbolos nacionais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Polifonia Literária

Um espaço voltado para o desenvolvimento criativo de textos literários.

divinoleitao.in

Rede pessoal de Divino Leitão.

Reflexões para os dias finais

Pensamentos, reflexões, observações sobre o mundo e o tempo.

PERSPECTIVA ONLINE

"LA PERSPECTIVA, SI ES REAL, EXIGE LA MULTIPLICIDAD" (JULIÁN MARÍAS)

Pensei e escrevi aqui

— Porque nós somos aleatórias —

On fairy-stories

Fantasia, Faërie e J.R.R. Tolkien

DIÁRIO DE UM LINGUISTA

Um blog sobre língua e outros assuntos

Brasil de Longe

O Brasil visto do exterior

Cultus Deorum Brasil

Tudo sobre o Cultus Deorum Romanorum, a Antiga Religião Tradicional Romana.

Carlos Eduardo Novaes

Crônicas e outras literatices

Coquetel Kuleshov

um site sobre cinema, cinema e, talvez, tv

Leituras do Ano

E o que elas me fazem pensar.

Leonardo Faccioni | Libertas virorum fortium pectora acuit

Arca de considerações epistemológicas e ponderações quotidianas sob o prisma das liberdades tradicionais, em busca de ordem, verdade e justiça.

Admirável Leitura

Ler torna a vida bela

LER É UM VÍCIO

PARA QUEM É VICIADO EM LEITURA

Velho General

História Militar, Geopolítica, Defesa e Segurança

Espiritualidade Ortodoxa

Espiritualidade Ortodoxa

Entre Dois Mundos

Página dedicada ao livro Entre Dois Mundos.

Olhares do Mundo

Este blog publica reportagens produzidas por alunos de Jornalismo da Universidade Mackenzie para a disciplina "Jornalismo e a Política Internacional".

Bios Theoretikos

Rascunho de uma vida intelectual

O Recanto de Richard Foxe

Ciência, esoterismo, religião e história sem dogmas e sem censuras.

.

.

Prosas e Cafés

(...) tudo bem acordar, escovar os dentes, tomar um café e continuar - Caio Fernando Abreu

OLAVO PASCUCCI

O pensamento vivo e pulsante de Olavo Pascucci

Clássicos Traduzidos

Em busca das melhores traduções dos clássicos da literatura

Ensaios e Notas

artes, humanidades e ciências sociais

Minhas traduções poéticas

Site de tradução de poesias e de letras de música

Além do Roteiro

Confira o podcast Além do Roteiro no Spotify!

Farofa Filosófica

Ciências Humanas em debate: conteúdo para descascar abacaxis...

Humanidade em Cena

Reflexões sobre a vida a partir do cinema e do entretenimento em geral

resistenciaantisocialismo

Na luta contra o câncer da civilização!

História e crítica cultural

"Cada momento, vivido à vista de Deus, pode trazer uma decisão inesperada" (Dietrich Bonhoeffer)

Devaneios Irrelevantes

Reflexões desimportantes de mais um na multidão com tempo livre e sensações estranhas

Enlaces Literários

Onde um conto sempre puxa o outro!

Ventilador de Verdades

O ventilador sopra as verdades que você tem medo de sentir.

Dragão Metafísico

Depósito de palavras, pensamentos e poesias.

%d blogueiros gostam disto: